Buscar
  • Claudio Bertolino

Correr, Pelo Estado de Espírito...

Atualizado: 29 de Jan de 2019




Há muito tempo, existe a ideia paralela de que correr seria uma atitude motivada pelo “Estado de Espírito”, que por definição é um temperamento geralmente passageiro.


“Quando tiver vontade, coloque o tênis e corra como e quanto estiver disposto.”

O argumento central dessa ideia considera fatores físico-emocionais realmente importantes na prática não só da corrida, mas de qualquer atividade física direcionada à saúde; já para o esporte de rendimento, será preciso muito mais.


Tratando-se da faixa dos amadores, num ambiente atual onde cada vez mais praticantes buscam informações para treinar de maneira a minimizar as intercorrências como lesões ou inocuidade, otimizando seu tempo perseguindo resultados ainda que sem grandes exigências, pode ainda existir muitos corredores sem metas, e somente a este subgrupo tal conceito funcionará.


A corrida, seja ela de resistência ou velocidade, como qualquer disciplina está bem calcada na ciência do treinamento esportivo, e o estado de espírito para correr é muito mais ligado ao empirismo, conquanto longe aqui a defesa da contraindicação ao método, porque quase sempre melhor correr dessa forma do que não correr.

A tendência a permanecer na zona de conforto muitas vezes norteará a frequência e duração dos estímulos semanais (volume) e a qualidade deles (intensidade) no modelo empírico de treinos, e com rapidez ou desde sempre, pode-se não atingir o mínimo até mesmo para a prevenção às doenças hipocinéticas, aqui enquadrados os atletas de fim de semana. E na outra ponta da desorientação encontram-se os vigoréxicos; potenciais vítimas de exageros próprios.


“Não basta colocar o tênis e sair correndo por aí...”.

Como característica do corredor de ocasião, com a retomada da vontade outro treino acontecerá, mas isso variavelmente não coincidiria com o tempo relativamente baixo adequado entre estímulos, porque Vontade é uma senhora de personalidade muito forte, tem um sofá confortável, e pouco subordinada ao que quer que seja...


Disciplina continuará sendo a tônica e boa orientação o melhor método para correr, sobretudo ao praticante dado às conquistas e com muito o que fazer com as “poucas” 24 horas do dia atualmente observadas mesmo em lugares tidos como tranquilos.

#blogcorridaderua #clubedacorridabertolino #clubedacorrida #42kfloripa #maratona #maratonafloripa #corridaderua #runlovers #runners #londrina #caminhada #longo #treinaquevem #5km #10km #15km #21k# 42k #treinamentofuncional

24 visualizações1 comentário

© 2016 by Clube da Corrida       >>>>   Siga:

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon