Atleta de Elite: Porque ele é importante?

Navegando pela maior rede social e por um assunto que dizia respeito aos Jogos Olímpicos a se realizarem no Brasil, me deparo que a questão proferida por um dos interlocutores era sobre a importância dos atletas de elite; mais precisamente sobre a necessidade dessa existência e para que serviriam.

 

O esporte competitivo foi considerado um dos maiores movimentos culturais do século passado. Atletas, treinadores e pesquisadores foram os vetores desse movimento, por meio de intercâmbios para treinamentos, simpósios e competições, onde exportar e importar culturas locais justificava a existência da classe.

O Lado Obscuro do Esporte Vitimado

Negativamente à imagem do esporte, países como a extinta URSS e Cuba, faziam questão de sobressaírem-se pelo mesmo com a finalidade de mostrar a força e o sucesso de seu sistema politico, cujo declínio e o fim da guerra fria deterioraram também o respectivo sistema científico-esportivo, segundo o pesquisador brasileiro Carlos Alberto Amadio, que esteve por cinco anos na Universidade de Colônia, e que questiona para onde vai o esporte de alto nível...então mais uma vez, para que serviria esse pequeno contingente?  

 

Vale lembrar, além do citado, que em ao menos três épocas diferentes e marcantes, utilizou-se do esporte e de seus atletas com outros quatro diferentes vieses, e todos eles muito ruins: Roma antiga oferecia Pão e Circo, onde Circo era um espetáculo de jogos sanguinários; a Alemanha liderada por Hitler tentou provar a supremacia de uma raça também pelo esporte; A Rússia, para garantir medalhas e prestígio, promoveu e acobertou um esquema de doping de seus atletas; e em mais um país que somente subtrai do esporte, o Brasil, alguns envolvidos na organização do último grande encontro de atletas, os Jogos Olímpicos, desviaram boa parte dos recursos.

 

Mas isso tudo, queremos crer fazer parte do passado, e ainda que haja opiniões de que o esporte, a exemplo da educação, não passe de negócios, e o fato de que já não precisamos sair do lugar para obter informação e cultura, poderemos encontrar na atualidade, motivos nobres que justifiquem seus protagonistas.

Na Sua Essência, Esporte e Atletas são Virtuosos

As situações extremas geram as mais avançadas soluções, e por isso no ambiente de vida ou morte das guerras, e posteriormente dos militares para os civis, fomos agraciados com o aço inoxidável e com o Pilates. Invenções da NASA como o filtro de água de carvão ativado e as palmilhas para os calçados lunares, depois aplicadas aos dos esportistas, também extrapolaram para o uso em larga escala.

 

Nas exigências físicas do seu cotidiano muito acima da média, o mais rápido, o mais forte, o mais resistente, o mais flexível, o mais hábil, dotado de uma ou de várias dessas capacidades associadas e de outras condições inatas e ampliadas, pode-se construir o atleta...

Serão no mínimo 10 anos tentando os melhores acessos da ciência. Da metodologia dos treinamentos, nutrição, psicologia e medicina aplicadas, à tecnologia de equipamentos e acessórios. Serão poucos no extremo das capacidades físicas, em comparação a uma população de qualquer tamanho que se queira medir, porém, cada descoberta que facilite sua performance, vai impactar também o dia a dia de grandes populações. De um lado o atleta perseguindo seus limites, do outro, utilizando-se das mesmas “facilidades”, a pessoa comum buscando seu bem-estar.        

 

Resiliência, tenacidade, foco, persistência e disciplina são alguns atributos facilmente encontrados nos atletas; podem ser utilizados como referência na formação de cidadãos e também ser considerados como mais um legado. E que o espetáculo continue.

                                por Cláudio Bertolino                                                                                

© 2016 by Clube da Corrida       >>>>   Siga:

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon